lobo e lua

lobo e lua

16.1.08

Está tudo sob controle

André Wernner
ESPECIAL PARA O JORNAL DA LUA

Segundo a nova elite dominante, populista e quase bolivariana, o país não terá apagão. Ôba!!

Está tudo sob controle. Inclusive o Universo que, como você sabe muito bem, apesar dos danos causados pelos humanos – e ainda não bolivarianos – continua no seu eixo, sem pender para a direita, e menos ainda para a esquerda... Muitos, porém, aqui embaixo, não têm a mesma firmeza. Às vezes, pendem para a direita. Outros, e muito mais freqüentes, à esquerda, que domina veementemente pelo verbo e, diminutamente, pela ação... Coisas do universo humano, né?

Mas o apagão para os ilustres – mas nem tanto – da República política tupiniquim da atualidade, caso aconteça, mesmo que neguem, não é nada! Porém, tem o mérito de relembrar a todos – bolivarianos ou não – que, mesmo antes do grande relato bíblico, “faça-se a luz!”, e a luz se fez, tudo era trevas, escuridão, ou um eterno apagão, até então... Se, por outro lado, nos dias que correm, os quase bolivarianos conseguirem trazer o apagão para mais próximo da grande massa ignara, e também dos supostos brasileiros de primeira e segunda classes – é, não se assuste, estamos caminhando para a divisão de classes sociais... – poderão dizer, justificando como de costume, que assim era o mundo antes do grande clarão...

Mas, agora, com a nova política emPACtada de ação que gera luz, o apagão é apenas uma peça promocional do conjunto de medidas a serem apresentadas pelo governo, no sentido de mostrar que mesmo nas trevas há pontos positivos para se crescer e muito!Pois, das trevas da ignorância se faz um novo País. Novo no conceito e perdido na ética e na moralidade pública.

Muitos políticos há anos já vivem nas trevas do apagão moral. A sociedade atônita vive no apagão dos seus direitos e de mobilização, também por dormência, enfim. Se você analisar calmamente, verá que, entre o progresso capenga do país e a luz do progresso reinante de um tempo que não volta mais, o que domina hoje é o apagão de idéias, de interesses maiores pelo crescimento real da nação, e também de uma sociedade acomodada e de um governo sem brilho.

Afinal, para brilhar é preciso luz! Mas a primeira luz é a da consciência! Como esta está em desuso, o apagão há muito que se estabeleceu na República política de decisões pífias e ninguém consegue extirpá-la. Pelo menos, por enquanto. Portanto, se o apagão atingir o seu prédio e você tiver que subir dez, doze, treze andares, pode reclamar e chiar à vontade. Ninguém vai lhe dar atenção... É isso mesmo. Mas, com a sabedoria da Nova República e da elite política dominante, eles vão lhe dizer que estão lhe fazendo um favor. Afinal, subir todos os dias centenas de degraus é um exercício natural e saudável para qualquer cidadão, segundo recomendação médica.

E mais: com a vantagem de não precisar desembolsar um centavo que seja para pagar academia de ginástica... Não é maravilhoso? Não demonstra um carinho especial – como diria um político amigo, pela “pessoa humana"?, por que desumana está cheio por aí... Não sei se você é daqueles tempos – bons tempos! – quando se falava, lá no interior, “vamos em frente, rápido, sebo nas canelas...” Pois é! Recomendo a você sebo nas canelas e desde já ir se preparando para exercitar esse ‘modelito corporal’ e assumir o que lhe espera... A realidade do apagão, a escuridão, as trevas, o caos dos primórdios...

Não se assuste. Tudo era pó. E ao pó voltará! Seria essa a missão dessa nova elite intelectual e quase bolivariana? Deus o sabe. Amém? Na dúvida, procure o bispo, o padre, o apóstolo, a bispa, o cooperador. Mas, um conselho de amigo: tome cuidado com os vigários, digo, vigaristas de plantão... Você pode até nem saber quem são eles, mas eles sabem quem é você. No mais e na medida do possível, felicidades meu caro! Eu, precavido, já estou investindo no aspecto interior (da alma! Pois, o interior do país também vive a sobressaltos...) e almejando uma reencarnação em tempos mais adequados para um espírito de paz e que quer ver, novamente, esse chão com outros olhos.

André Wernner é jornalista e editor do blog que tem o seu nome: André Wernner

16 comentários:

LUIZ SANTILLI JR. disse...

É isso!

Repito o que disse no comentário do post anterior!
"...nunca nesta país, tão poucos enganaram tantos como no atual governo federal!"
Mas democracia é assim: hoje estou de fora; pego uma bandeira populista, carrego as multidões às ruas; ganho o poder; jogo as bandeiras fora, distribuo o dinheiro dos trouxas e tento me perpetuar no poder.
Até o próximo espertalhão!
Não tem sido assim desde 1945?

Só Magui disse...

Tem gente protestando porque o Brasil adotou o português como língua pátria e não o tupi guarani.
http://somagui.zip.net

Jaya disse...

Está tudo sobre controle?

maristela disse...

André, meu guru. Minha alma, agora, pode se asserenar porque você está por perto. Pelo sim, pelo não, já comprei um pacote de velas no super. Sei lá se consigo acender a minha luz interior.
Hoooooooom pra você. bj

Priskka disse...

Hummm, entre o apagão e a febre amarela, vamos muito bem, obrigado...

Layla Lauar disse...

Bill...

Amigo, achei bem escrito o artigo, mas sou Petista, militante e ativista, neste Governo boto fé e acredito. Com Lula presidente, estou pra lá de contente.

Beijão, não brigue comigo.

Bruna disse...

A nova elite dominante diz que
apagão não, mas ela reconhece as dificuldades no fornecimento de gás. As centrais térmicas são movidas a que? Ah! é, apagão não, nunca, jamais ....

Inspiradíssimo seu texto, André!!


Beijo grande

Teresa disse...

calma é verdade, não há risco de apagão.... nnão há risco de epidemia...... não há risco de aumentarmos os impostos....... de onde vc tirou essas calúnias? hahahha

=*

elisabete do encanto disse...

Socorrrrrrrrrro, para o brasil que eu quero descer!

JuJu disse...

Quem deve estar torcendo para que esse apagão ocorra são os fabricantes de velas e lanternas. Imagine! Eu acho que os preços até subiriam nesse setor!
Passe lá no meu blog e deixe seu comentário!!!

Nadezhda disse...

Aqui nunca há risco de nada, não é mesmo!

E depois que acontece, ninguém sabe de nada.

;)

menina lunar disse...

Pois é... Me fez lembrar uma frase que ouvi um dia desses:

"Amor realmente não tem nada a ver com sexo. Afinal, o governo me fode há anos e eu não sou apaixonada por ele"

=D

Beijo!

Sheherazade disse...

André/Bill,
Esse texto tá tão bom,que me deu uma luz: Vou envidar esforços no sentido de convencer o meu irmão a se mudar do 17º andar onde mora, urgentemente!!! Vai que o coitado dá um piripaque no meio da escadaria e morre por falta de luz ...Credo! Nem pensar!
Tá cada vez mais difícil enxergar a luz, no começo ou no fim do túnel, meus irmãos!

Beijos iluminados nos dois.

navsALL@usa.com disse...

Alô Bill, e André,
De nada adiantou:
Diretas Já.
O que resolve:
Iluminismo, Já!
Bom findi à competente redação.
ALLmirante

andre wernner disse...

Voltei! Estava fora da cidade por motivos de viagem e trabalho. Afinal, ainda não ganhei na mega, né? Já fiz promessa, mas parece que meu crédito lá em cima ainda está diminuto...

Gostei dos comentários, seria desnecessário dizer que é sempre bom interagir com pessoas inteligentes e antenadas. Agradeço a participação e até a próxima oportunidade, de algum ponto do Planeta! Modéstia à parte, é claro...

Convido a todos também a prestigiarem o meu blog, no link acima, e desde já agradeço ao Dr. Bill, presidente do Jornal da Lua – futura rede de comunicação via satélite com outros planetas – pela oportunidade de estar aqui.
Abs

Patty disse...

O texto é muito bom!!!
Ainda bem que você postou, Bill querido!