lobo e lua

lobo e lua

17.5.09

A difícil vida dos gordos

Celso Japiassu
BLOGUEIRO CONVIDADO


Numa época em que se cultivam os magros, os gordos sentem-se excluídos. Ao contrário dos séculos passados, quando homens e mulheres exibiam corpos redondos e pesados e os magros, suspeitos de tísica, eram olhados com desconfiança.

Hoje, é difícil para os gordos encontrar o tamanho certo de roupa porque são raros os três X nas gôndolas das lojas, enquanto proliferam os talhes médio e pequeno, como se o mundo fosse habitado por adolescentes desnutridos.

As cadeiras são geralmente muito pequenas e se transformam em aparelhos de tortura nas longas viagens de avião, quando os cintos de segurança mostram que também foram imaginados para passageiros abaixo de um peso decente. E as companhias aéreas, ao mesmo tempo em que diminuíram o espaço entre as filas, aumentaram o número de cadeiras.

As diminutas refeições atualmente servidas a bordo denunciam a conspiração destinada a manter os passageiros em condição de extrema magreza, de modo a que possam caber nas poltronas e nos banheiros das aeronaves.

Estas são injustiças menores, quando confrontadas com as que são cometidas pelos exames de sangue. As taxas indicadoras de perigo teimam em permanecer altas e os médicos, antes mesmo de examinar um gordo, dizem que ele precisa perder algum peso.

Todas estas são reflexões sombrias que povoam meus pensamentos enquanto me preparo emocionalmente para, mais uma vez, entrar numa dieta cruel e desumana.

Celso Japiassu pode ser encontrado aqui.

53 comentários:

AnaLua disse...

Pois é, difícil a vida pra quem não se enquadra nos moldes dessa nossa sociedade padronizada. Infelizmente, o diverso não é admirado, não se vê sua beleza, mas só a diferença, e diferença em tempos de hoje significa feio e errado.

Estava com saudades, ando beeeeem afastada da nete, sem um segundo de tempo sobrando. Mas o seu blog é dos meus mais queridos!

Beijos enluarados!

ℓiiα, ♥ disse...

É, difícil mesmo. A gordinha aqui concorda que deviam parar com esses padrões de magros... :/

beijos.

Dama de Cinzas disse...

Faço votos que consiga sucesso em sua dieta!

Eu faço parte das pessoas que têm pânico de engordar... Pânico mesmo... Acho que isso me foi passado pela minha mãe que aos 70 anos ainda faz academia pra manter o peso...

Beijjocas

Sam disse...

Ah, eu sou vegetariana, por isso sou magra, mas sem exageiros. Também detesto essa injustiça com os mais gordinhos. Acho que o pior de tudo é o constrangimento.
Sorte à dieta do autor.

Beijos

LiLi disse...

ai é verdade.
O mundo é inimigo dos gordos. É uma conspiração mto grande contra os gordinhos.
Chato né! Pq nem todos são por que querem.
O jeito é tentar se manter na linha do peso e do manequim.
Até o estereótipo mudar de novo rs

Bertonie disse...

O mundo é feito para os brancos, os magros - e atléticos de barriga tanquinho e peitoral forte e espaçoso - e destros. Os gordinhos são apenas mais uma minoria que sofre perante essa cadeia cotidiana. No ônibus, as catracas são feitas pra gente magra. Nos bancos, as portas de vidro também. Até no mercado de trabalho eles são mal vistos. Segundo os presidentes das empresas, quem não tem condições pra cuidar do próprio corpo não tem condições para cuidar do próprio trabalho. E cada vez mais eles são discriminados.
Sortes ao autor.
abç

Francisco disse...

Aqui em P. Alegre, tem um jornalista que sempre diz que gosta de "mulher gorda e churrasco magro".
As gordinhas e os gordinhos também têm o seu encanto e charme, o problema são os padrões atuais que não ajudam.
Talvez, a moda Renascentista volte, e daí coitado dos magrelas.
Um abração.

☆ Sandra C. disse...

hahaha..
se vcs emagrecessem 5 kgs involuntariamente, e fossem anoréxicos involuntariamente, não estavam falando isso..
verdade é que está todo mundo insatisfeito com o que tem.
e o mundo infelizmente, admito, foi feito para magros, lindos e ricos.
que lixo.

☆ Sandra C. disse...

p.s.: dos 'magros, lindos e ricos' só tenho o 'magro' mesmo.

e aidna é involuntariamente. =//

Nathália disse...

De fato a vida dos gordinhos não é fácil, porém é sempre bom manter a saúde.
Emagracer pra ficar no peso certo é bom, não só esteticamente, mas pra preservar a saúde.

Beijo!

Lis disse...

Nada fácil mesmo a ditadura da magreza, mas é sempre bom estar com a saúde em dia, não?!!

Abraços

Lu Dantas disse...

Realmente é difícil conviver com essa exclusão...é duro, viu!

Bill, obrigada pelo carinho lá no blog. Essa música do Chico é demais...fiquei toda boba..rs

Um beijo

JuJu disse...

Na verdade, ser gordo, de fato, é ruim para o organismo. Mas ser magro demais também é.
Passe lá no meu blog e deixe seu comentário!!!

Sheherazade disse...

No mundo de hoje só há lugar pra "Barbies" e as "Fionas" são cada vez mais relegadas. Isso fica bem evidente quando um gordinho decide comprar roupas. Parece até que a indústria da moda não tem interesse, sequer, no dinheiro dos mais cheinhos. Todo tipo de ditadura é abominável e eu sou uma eterna rebelde, com ou sem causa...Hehehehehe!
Desejo sorte e abnegação ao autor do texto (ele vai precisar!).

Beijão, Bill!

Pollyanna disse...

é... so eu seeeii!!
nós sofreeemos!!!!!!!!!

Flores Atiradas disse...

Você gosta das Loucas ? Sinta-se em casa =) rs
Meu, concordo em tudo .
Eu era MAGRELINHA, andava de barriga de fora e era feliz!
Agora eu to obesa (mentira , mas eu to gordinha sim ) e é chato não ter o 'padrão' . Bom, já to cuidando disso procurando uma nutricionista, vamos ver oq acontece.
ADOREI aqui, vou seguir. Beijos Flor =)

Ciça. disse...

Eu vivo entrando em dietas. Toda segunda to começando uma nova! Uma coisa horrorosa.

:*

Natalia Xavier disse...

Eu sou uma daquelas esteticamente falando "adolescentes desnutridas" , talvez eu seje suspeita pra falar alguma coisa, mas em resumo, tudo o que é em excesso faz mal, seja comendo demais, ou comendo de menos.

Bjos e td de bom

Deise Duarte disse...

E por todos os motivos apontados eu estou de dieta há três meses.
É DElicioso pedir um jeans na loja e ele aparecer. Gordinhos esquecem esse sabor. Eu estou provando-o lentamente ;)

lugirão disse...

E nem precisa ser gordo , basta estar um pouco acima do peso para começarem os problemas.

Uma pena pois o que se vê por ai são muitas pessoas acima do peso dito "normal".

lugirão disse...

E nem precisa ser gordo , basta estar um pouco acima do peso para começarem os problemas.

Uma pena pois o que se vê por ai são muitas pessoas acima do peso dito "normal".

Roberto Ney disse...

A vida não é facil pra ninguem... imagina para aqueles que não se enquadram nos padrões impostos!?
A auto estima tem que estar sempre lá em cima e vencer as adversidades deve ser um desafio diário.
Afinal, todo mundo tem o direito de buscar a felicidade à sua maneira...
abraço!

Nina Vieira disse...

(Bill, me condena, eu sumi)

Nao posso falar muito disso. Minha mae eh gorda, eu amo o Jô Soares, mas peso 43 kg e tenho 17 anos.
Metabolismo acelerado, oras!

Belle disse...

Vi uma reportagem dessa no fantástico!!!
Colocaram um gordinho nessas mais diversas situações... foi humilhante!!!
Infelizmente a sociedade é moldada p/ um tipo só... fazendo com que "os fora dos padrões" tenham que lutar p/ um espaço digno!!!
Adorei o tema!!!
Mto importante ..
bjãoooooo

alex e! disse...

...seria no mínimo absurdo tentar listar todas as "ditaduras" a que somos submetidos todos os dias nesse nosso dito mundo "pós-moderno". Infelizmente, é pesaroso e mesmo assustador pensar que esse é apenas mais um exemplo dentre tantos da falta de respeito...

abraço do alex......

Allyne Alves disse...

É verdade, antigamente o padrao era ser "gordo" e hoje, a moda exagera nos tamanhos mini, manequins 36 impossiveis de uma mulher brasileira saudavel manter!

Beeijo

Jaya disse...

O comentário de Natália Xavier, é meu também! Rs. Já li tanto sobre o que texto expos, Bill... Tudo vira preconceito, nessa vida. Gordo, magro, verde, amarelo. Por isso que sou invisível [pelo menos no msn].

Beijoooooooooooooooooo! [Adoro].

Cleo disse...

Você já notou que as pessoas gordas tem a cara linda, estão sempre sorrindo e são mais felizes que as magras?
Beijos e uma semana de regime ou não, mas sendo feliz.
Cleo

SuNshyne disse...

É verdade!
Eu sou gordinha eu sei o que eu sofro!

Thaís - MissLexotan6mg disse...

Realmente, a sociedade atual está voltada para um padrão estético totalmente errado. As pessoas consideradas "normais" hoje, são as que têm problemas com alimentação, comem pouco, precisam de compostos nutricionais, pois ingerem poucos alimentos, e ainda assim são vangloriadas por seguirem esse padrão social. Os mais gordinhos sofrem em todos os sentidos. As lojas fabricam roupas de acordo com esses tamanhos absurdos, deixando os gordinhos sem opções de vestuário, a não ser que recorram a uma loja de tamanhos grandes (o que faz com que se sintam ainda mais enormes do que verdadeiramente são). As vezes um gordinho vai ao médico, e como mencionado no texto, já sabe que vai ouvir "você tem que emagrecer" antes mesmo que o médico observe seus exames e note que, apesar do sobrepeso, essa pessoa pode ser um ser saudável. O mundo é voltado para os magros! Quem sabe um dia isso mude!

Vanessa disse...

Celso, será que dá para os fabricantes de roupa fazerem M de verdade? G de verdade? As modelagens estão cada vez menores, eu não consigo comprar uma calça jeans para mim há meses! E nem gorda eu sou!


Bjusss


***


Oi Bill!

Tchudo bem?

Simples Assim... disse...

Eu odeio banheiro de avião tanto quanto odeio elevadores. Toda vez que preciso enfrentar qualquer deles sinto uma enorme simpatia pelas sardinhas, não as vivas, as enlatadas mesmo. No meu caso, o problema é claustrofobia, quer dizer, o problema é o mesmo que existe para os gordos, o espaço, ou melhor, a falta dele. Agora fiquei pensando no cúmulo da agonia, alguém que além de claustrofóbico esteja gordo... aff... melhor molhar as calças a enfrentar um lugar desses... rs.

Agora falando sério, é bem curioso como podemos resumir quase a totalidade de todas as questões humanas em poucos assuntos centrais. Aliás, um desses é quase onipresente, o poder. As relações de poder. E acho que nesse prazer sádico de torturar os gordos está justamente uma forma de opressão. Aquele que detem o poder que existe na "normalidade" subjuga o "diferente", tornando-o cada vez mais marginal, tentando dessa forma aumentar seu tempo de domínio sobre o outro, sobre o próprio tempo. Até porque sabemos que ele (o tempo) às vezes faz do padrão o diferente, do opressor o oprimido.

Bjs !!!

Patrícia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Patrícia disse...

Tudo é mais complicado! De roupas a roleta de ônibus! E pras meninas então, é ainda pior, por causa das piadinhas e da espera por aquele corpo magro.

Anna disse...

Vi em algum blog um artigo sobre uma lei que está sendo criada que obriga os transportes a terem assentos maiores para os mais gordos.
Nosso padrão de beleza é muito cruel, e ainda que a gente não ligue muito e tenha certeza que é coisa imposta pela mídia e blablabla é impossível não se sentir uma batata ao se olhar no espelho e biquíni e ver que você não tem um corpitcho de top model. Ai, vida.
beijos

A n i n h a a disse...

os gordos realmente sofrem um preconceito (direto ou indireto), pois alguns objetos ou roupas são fabricados para um certo tipo de biotipo.

E enquanto isso, eu aqui tentando engordar uns 2 ou 3 kg pra me sentir magra --'

Moon disse...

Essa é uma realidade que temos que enfrentar todos os dias: o preconceito indireto que só nós notamos. E são essas pequenas coisas do cotidiano que me frustram de tal forma que minha única saída para me sentir melhor é comer. Daí engordo.
O que me enraivece é que é burrice não investir nos gordinhos. Somos a maioria. Repare que, quando há tamanhos maiores nas lojas, eles são os primeiros a acabarem. Enquanto os tamanhos 36 e 38 ficam entulhados atééé ter uma liquidação monstruosa e pouco lucrativa.
Vou fazer coro com você e me preparar para minha dieta (:

Beijos

Luziene disse...

Oi Bill,
desculpa pla demora em te responder. Legal vc ter visitado o meu blog "Hipnose moderna"... Trabalho com a hipnose ericksoniana já há algum tempo com pacientes com diferentes objetivos terapêuticos: depressão, ansiedade, pânico, fobias, compulsões, problemas de relacionamento e etc... abs, Luziene

Patricia disse...

é um absurdo, a gente evolui, a tecnologia aumenta e as pessoas mudam, mas não conseguimos mudar essa imagem do mundo com todo mundo esquelético. acho feio. e acho que devemos saber que se o outro for feliz pouco importa o número do seu manequim.

betty disse...

Depois de ler tudo, inclusive os comentários, quero apenas acrescentar minha teoria sci-fi:
Estamos caminhando para um futuro de seres humanos fabricados em série, clones, mesmo, no qual serão impiedosamente excluídos os que apresentarem "defeito de fabricação".

Eu nunca fui gorda, mas nem por isso sou perfeita. Tenho um astigmatismo altíssimo, uma vértebra a mais na lombar, enfim, vários "defeitos de fabricação".

Por isso, vamos aproveitar enquanto seu lobo não chega... rs

beijinho

Cris Animal disse...

O importante é a saúde. É estar bem, respeitar essa máquina perfeita que nos foi dada, mas que vai cansando e causando alguns ranjidos....rs
É preciso cuidar de nós com carinho.
Espero que vc siga em frente no regime e que ele te traga mais saúde e faça sua máquina trabalhar a mil!


Estou fechando meu blog esta semana só para os amigos. Vc vai precisar pedir autorização no meu e-mail que aparecerá para continuar no meu blog e...é claro, quero muito que vc fique. Por favor, assim que tentar entrar no meu blog e constar fechado, envie um e-mail e mando autorização. Peço apenas que identifique no e-mail o nome do seu blog. Valeu!
beijo grande
..............Cris Animal

Mary West disse...

Eu jah fui gordinha. Entendo e muito sobre os preconceitos e dificuldades.

Daniele disse...

Ser gordo nunca foi sinônimo de saúde e se é pensando em qualidade de vida, acho muito válido praticar exercícios e ter uma refeição balanceada.
Muitas vezes o sedentarismo é a principal culpada pelo aumento de peso...
Espero que a dieta seja um sucesso!
Bjs!

Barbara disse...

Genial alguém ter lembrado dos gorduchos.
Faria uma lista de gorduchos gostosos e gorduchas gostosas aqui.
Mas seria tomar muito espaço num espaço muito bom e onde cheguei agora - este blog.
Só lembrando que ao ver Marlom Brando em uma das últimas entrevistas, obeso demais, porém, com o charme intocável.
E lembrando de uma amiga que, está fofinha, entra nas lojas e pede GG= gorda gostosa.
Padrão. O padrão esconde a pessoa. E infelizmente, todos , quase todos, escravos de padrão.
Obrigada. Foi bom conhecer aqui.

Barbara disse...

Genial alguém ter lembrado dos gorduchos.
Faria uma lista de gorduchos gostosos e gorduchas gostosas aqui.
Mas seria tomar muito espaço num espaço muito bom e onde cheguei agora - este blog.
Só lembrando que ao ver Marlom Brando em uma das últimas entrevistas, obeso demais, porém, com o charme intocável.
E lembrando de uma amiga que, está fofinha, entra nas lojas e pede GG= gorda gostosa.
Padrão. O padrão esconde a pessoa. E infelizmente, todos , quase todos, escravos de padrão.
Obrigada. Foi bom conhecer aqui.

Natty disse...

Antes eu achava ruim esse padrão para ser magra custe o que custar, mas com o tempo eu fui me ligando que temos que ser magros, não é tanto pela estética e sim pela nossa saúde e também os gordinhos (as) muitas vezes são rejeitados, tanto em uma entrevista, namorados, enfim a maioria das coisas eles não conseguem e tudo por causa da aparência!

beijos.
ps: achei muito interessante o blog!

disse...

Amei. É, vida de gordo não é fácil não... Fazer o quê? Emagrecer, né! :*

Cafofo da Morena disse...

Poi zé, colega.
e agora os póbrezinhos vão ter que comprar duas cadeiras nos EUA para viajar.
so sad...

Nadezhda disse...

Pra quem é alto e magro não sei acha roupa também (No meu caso, as blusas sempre ficam curtas).

;)

Elaine disse...

Olá!
Eu não teria dito melhor!!!
Este post me deu umas ideias para meu blog, obrigada.
Beijos.

Ricardo Chicuta. disse...

Dieta nada,me recuso.A única que estou disposto a seguir é essa aqui ó:

http://asaventurasdechicuta.blogspot.com/2009/05/dieta-saudavel.html

Luiz disse...

Grande Bill, obrigado pela visita. Já adicionei o blog do Mestre na minha lista dos blogs favoritos de escritores e artista. Vai ser ótimo continuar aprendendo com ele.

Grande abraço

Alcione Ribeiro disse...

Pois é, entendo bem o que este texto diz e concordo com cada palavra. A realidade que temos hoje é de que quem é gordo não pode ser feliz, se vestir bem, ter vida social e muito menos viajar confotavelmente. A sociedade que nos impor a tal da "ditadura da magreza de qualquer forma".

E pior, todos tem a certeza de que todo gordo(a) é desleixado, relapso, com problemas de saúde e sem o mínimo de amor próprio. Então eu pergunto, de onde tiraram isso?

Sou gorda assumidíssima, feliz comigo e com meu corpo, e o melhor, saudável.

Por isso há um ano criei um blog voltado para o público de mulheres que, assim como eu, estão de bem com a vida e estabeleceram uma ótima relação com o próprio corpo.

Bjs