lobo e lua

lobo e lua

24.1.09

De como encontrei o rock and roll (ou de como ele me encontrou)

Lana Esthevlana
COLUNISTA ANTI-SOCIAL

Não gosto de dizer que sou uma pessoa eclética. Para mim isso soa exatamente como “oi, não tenho personalidade e ouço com prazer o que estiver tocando”.

Alguns dizem que sou “roqueira”, mas acham estranho, pois eu não me visto somente de preto e, acima de tudo, sou cheirosa e não me drogo. Rótulo é uma coisa infame, não?

Bem, não sou roqueira-rebelde-sangue-nos-olhos visto que sou louca por uma boa roda de samba. Não sou sambista (ou sambadeira, sei lá... hahaha!) e também amo bossa-nova. Ahn, não importa. No fim das contas, eu prefiro dizer que gosto daquilo que me faz dançar, seja por dentro ou seja por fora.

Entretanto, admito que o estilo que mais gosto é o rock, pois algo contido na mistura dos sons de sua guitarra, baixo e bateria me faz lembrar de liberdade. Me faz pensar em vida.

E na vida.

Lá na década de 90, considerada por mim como a década dos últimos suspiros do rock, quando eu estava na quarta série do primário, não era uma menina de muitos amigos. No caso, não de muitos amigos da minha idade. Eu gostava de ficar com o pessoal da 6ª e da 7ª. Eles que tinham uns papos legais e usavam roupas legais. Casaco xadrez, All Star rabiscado e calça rasgada. E as músicas que eles ouviam? Era melhor do que brincar o dia inteiro na rua. Eu poderia passar a tarde toda deitada no chão do meu quarto, com os fones de ouvido do meu moderníssimo walkman tocando Nirvana, Pearl Jam e Ramones.

Não sei explicar a magia. Na verdade, acredito que não seja possível. Só lembro que, à medida que fui escutando as bandas, não conseguia parar. E minha vontade de ouvir mais e mais músicas era tanta que o pessoal mais velho decidiu me dar uma overdose de rock. Me contaram sobre o surgimento do rock and roll, de suas origens negras e do impacto cultural que causou. Foi como uma iniciação numa seita secreta.

Depois das aulas teóricas, veio a prática.

Pratiquei ouvindo bandas e cantores como: Creedence Clearwater Revival, Bruce Springsteen, The Beatles, The Rolling Stones, The Who, The Cranberries, The Doors, Raul Seixas, Legião Urbana, David Bowie, U2, The Clash, Rod Stewart, The Animals, AC/DC, Elvis Presley, Aerosmith, Led Zeppelin, Bad Company, Dire Straits, Pink Floyd, Barão Vermelho, Cazuza, The Beach Boys, Scorpions, Velvet Underground, Billy Joel, Bryan Adams, RPM, Eric Clapton, Metallica, Queen, Social Distortion…

Claro que não vou colocar o nome de todas as bandas aqui, pois se tornaria uma leitura absurdamente extensa e cansativa. Sem contar que minha memória não é tão boa assim. Porém, achei importante citar boa parte da música que me fez entender o que é a liberdade. Pois pode até soar um tanto patético/poético, mas, quando escuto algumas dessas bandas, sinto que posso parar no tempo e analisar minuciosamente cada coisa da vida. E nada como transformar revoltas, angústias, desejos e sorrisos em música.

Um brinde ao bom e velho rock and roll. Um brinde à liberdade de espírito através da música. Seja ela qual for.

A sensacional Lana Esthevlana também pode ser encontrada aqui.

60 comentários:

Dama de Cinzas disse...

Acho que o estilo musical que menos escuto é Rock, no entanto eu gosto... rs

É que gosto de músicas de estilos diferentes. Escuto gosto e coloco na minha playlist e fico escutando aquele mix eternamente... rs

Beijocas

Avassaladora disse...

"E nada como transformar revoltas, angústias, desejos e sorrisos em música."
Adorei!!!
Acabei virando "roqueira", quando meus filhos cresceram, e eu não tinha mais controle do som... nem de casa nem do carro!
Ai acabei gostanto e até ouço uns no último volume, de vez em quando..
Meus filhos olham para mim com cara de assustados... Culpa deles!!! rsrsrsr


Beijos avassaladores! Ao som de Rock...rs

Juliana disse...

Eii biill
eu não me considero ecletica porque nem tudo que toca me agrada, em especial aqueles funks doidos, ou esses pagodinhos mela cueca!
Mas curto e já curti MUITO um bom rock, hoje em dia gosto do sertanejo, que tem muito a ver com o meio que eu convivo, de estudante de veterinária! rs
Mas gosto de sambar, de sambar, de MPB de boa qualidade é claro!
GOSTO DE MUSICA BOa, boa melodia! bom balanço!
é isso ai!
^^


PS- Quase tive um infarto de tanto que eu vid a piada do TREM! hahahaha
MUITO BOA!

Pretty, Bruna disse...

Que lindooo!
Rock tbm me fazpensar em vida,e na vida! Tbm me faz lembra e entender oq eh liberdadee Carpe Diem. Me sinto em Carpe Diem mesmo q a música seja uma triste, uma romantica. Mesmo q sendo a música mais animada, eu estando quieta e em um lugar cheio de gnt ou sozinha no meu quarto, se amúsica eh alegre, eu me animo tbm, e meu coração se abre, e minha mente se abre....*-*
Vida longa ao rock n' roll! O bom evelho rock n' rolll! \,,/

LiLi disse...

POis é, será que sou eclética? pq tb não me prendo a 1 tipo de música, mas tb tenho minha personalidade. ò duvida cruel!!!
Mas rock é legal, curto tb e acho que hj em dia é uma das coisas que salva nossos ouvidos das perdições musicais rsrs.

Sam disse...

Rock é praticamente um sinônimo de liberdade. É escutar para se sentir solto e fazer o que vem à telha. É um ritmo que eu acho que nunca vai morrer, pq nunca deixarão de existir os tais "roqueiros".

Adorei o blog!

Beijos

Nathália disse...

Tô ouvindo Black Sabbath neste exato momento. Yeah!

☆ Sandra C. disse...

'fantárdigo'
eu amo The Doors.
lendas conspiratórias do rock.
inspiradores de outro ritmo que adoro: TRANCE!

Sonia Regly disse...

Bill!!!
Estou com saudades de vc.Apareça lá no Compartilhando as Letras. Abração.

Sonia Regly disse...

Bill,
Vc tirou meu link daqui??? Estou triste, snif, snif!!!

Teresa disse...

bom......... eu não sou eclética. não mesmo.

sempre achei um saco quem diz isso, porque como a lana mesmo disse, isso é falta de personalidade e principalmente de gosto musical mesmo.
pra mim, quem gosta de tudo, no fundo não gosta de nada.

eu não sou muito de rock and roll não... rock, rock mesmo, prefiro o rock nacional dos anos 80.

ouço mais bossa nova......

=)

Sonia Regly disse...

Bil,
Obrigada, viu??? Fiquei muito feliz, pois gosto de vc. Passe por lá sempre que puderes. Sua visitinha é importante.Beijão.

Nadezhda disse...

Depende a época, escuto coisas tão diferentes. E quando passa um tmepo, são essas músicas que me fazem lembrar do que que era e de como as coisas tbm eram ;)

Patrícia Andréa disse...

Eu amo rock (disso vc provavelmente já sabe)! Uso mto preto, mas não por causa do estilo roqueiro, mas pq acho q fica melhor! Tenho alguns ideais que acho que se identificam com a vertente punk e tal...
Mas não venha querer que eu vá pro pagode ou pra show de sertanejo que não vou... Não gosto! Meu negócio sempre foi, continua sendo e sempre será o ROCK! Mas o rock d verdade, e não isso que as crianças chama d rock hj em dia...

Tem post novo lá no meu blog!

Bjus!

Avassaladora disse...

Bom dia Bill!
Boa semana pra vc!
Adorei seu carinho...
Mas o que eu quero é uma tempestade de paixão....rs
Forte o suficiente pra arrastar o que ando sentindo...rs
Já que diz o ditado:
"Um amor cura o outro." rs


Beijos avassaladores


Alice

Dora disse...

Bom dia, Bill! Eu também acho que ecletismo é um termo meio... estranho. Indefinidamente abrangente e termina não dizendo nada! Muito bom esse texto. Sem dúvida é o rock o tipo de música mais ouvida por mim. Como paraibana poderia gostar mais de forró, por exemplo, já que é um estilo bem regional aqui, mas o que acontece é que ele ficou meio que deturpado com esse negócio de "forró eletrônico" e terminou virando uma bela porcaria. Mas os verdadeiros forrós são muito bons também. Mas tem que ser pé de serra... rs rs rs
Um cheiro bem grande e uma ótima semana pra você.
*adorei os e-mails*

† Samurai † disse...

eu sou rockeira, tomo banho e naum sou drogada!!
hauhauauhaua

respondendo seus comentário no meu blog.. sim, aquela crônica terá um ar medieval e ainda tem continuação por vir!!
qnto aos emails.. sim, foi melhor apagar...saum coisas ainda recentes, já disse tudo o q tinha á dizer á essas pessoas.. elas me fizeram mal, me querem por perto ainda, mas eu ainda não consigo.. é melhor mesmo dar um tempo... eu sou mtu impulsivo, briguenta, falo tudo o q vm na cabeça sem pensar.. magina o q eu poderia sair gritando pra eles!hauhahau

qnto ao filme q vc me indicou, eu vou procurar em locadora e ver se encontro pra baixar

bjos

Luana H. disse...

Eu não tenho um gênero preferido.
Gosto do que me faz dançar ou o que me toca profundamente. Gosto do que me faz bem.
=)


Logo logo posto no contos e no sina.


Saudades daqui!


Beijão.

Odette disse...

Bill,
Como a Theresa, também não sou do rock. Sou bossa nova e blues. Mas já diz o ditado: O que seria do verde se todos gostassem de amarelo?
Abraços,
Odette

carla granja disse...

olá amigo Bill,desculpa a ausencia,mas com a venda do meu livro não tenho tido muito tempo para o blog,mas já o actualizei e coloquei a capa do livro no cabeçalho para as pessoas poderem ver.:) gosto muito de musica e de rock também ehehehee
amigo,fico esperando a tua visita e opnião sobre a capa do livro
bjo carla granja

Brúh disse...

Sim, "rock é bom e eu gosto."
Também não gosto de dizer que sou eclética tanto pelo motivo qe vc falou quanto por não ser mesmo, porque eu não gosto de tooodos os estilos musicais, e imagino que vc seja como eu. Gosta de muitos estilos, mas de todos tem sempre um que nao te agrada.
O bom e velho Rock'n Roll é sim o melhor, as bandas mais antigas são as melhores.E ser roqueira não quer dizer ser rebelde,usar maquiagem e roupa preta.é gostar do estilo da música e só.estilo cada um tem o seu, e o rock respeita isso.

Mas enfim, também gosto muito e as músicas nós dá uma sensação realmente diferente.As letras nos dão a visão do mundo que vivemos que não é feito somente de flores e bosques coloridos.

Mals o comentario mto grande...rsrs

Beijos

Sara Oliveira disse...

Eu acredito no meu pai, BBB é um lixo!
mas é viciante :x


:*

lugirão disse...

Bill, também amo rock, e tenho 3 jovens em casa que também curtem.

Mas, acima de tudo gosto de músuica, boa música.

E um solo de guitarra é tudo de bom....

beijos

JuJu disse...

Música...

Passe lá no meu blog e deixe seu comentário!!!

LaLa! disse...

poxa moxo o que dizer de seu texto?
assuntos perfeitos..

e poxa é um prazer ter vc lá no essencia magica =D

bjão

Sueli disse...

Bill, estou com a Lana, viu? Acredita que em minha casa somente quem gosta de rock sou eu? Pois é... a mais velha, ou melhor, a menos jovem de todos. A moçada não gosta. Não entendo! Beijo!

Sheherazade disse...

O rock nunca foi muito a minha praia. Gosto mesmo é do "bate-coxa" e esse negócio de dançar separado, se balançando à frente do par, não dá pra mim, mesmo! Mas esse texto é muito bom e a Lana sabe bem se expressar.
Bill, tem um "abacaxi" pra tu descascar lá em casa. Vai lá ... E desculpa te fazer pagar esse mico, mas não tive saída.Foi mal!

Beijos saudosos

Simples Assim... disse...

Ei, Bill, ando sentindo falta de textos escritos por vc. Como andam as coisas? Imagino que ainda bem corridas. Espero que esteja tudo bem. Bjin !!!

Pitty que Pariu disse...

Excelente introdução musical. Não há como suspirar pela liberdade, não há como ser rebelde, não há como ousar, sem ter o rock como trilha sonora. Enquanto ouver guitarra, baixo, bateria e uma garagem o rock não morre, apenas se reestrutura.

Nina Vieira disse...

O rock tah na minha alma, mas em questoes musicais, prefiro ser um paradoxo. Traduizindo: Ecletica e sem personalidade...

alex e! disse...

...acho, que, depois de ler esse post, vou parar de dizer que sou "eclético" quando me perguntarem que tipo de música me agrada mais. Adorei essa história-estória toda e, realmente, penso que a gente tem de gostar daquilo que mexe conosco - não importa o que seja... um abraço pra ti!

=D

Arianne disse...

Também gosto de rock, mas não do rock pesado...um rockinho leve, um pop... é mais a minha cara..kkk
Beijos

Dora disse...

Oi, Bill!!! Isso mesmo! João Pessoa. Mas que coincidência, né?! Só errou pelo nome da praia porque moro duas depois da de Tambaú... e se você não veio mais por aqui nem deve saber onde é porque é mais afastadinha da cidade (Bessa). Quer dizer então que somos "conterrâneos"?! Adorei saber!
Um cheiro grande.

Mandy disse...

Também detesto rótulos!!!

Por acaso sou algum produto na prateleira do supermercado?!?

Gosto muito de rock tbm!!! Mas tbm escuto outros estilos musicais...

BjO.

† Samurai † disse...

psiu psiu

tem premio pra vc no meu blog


And here we go again!!
bjus da Samurai

Ana Lu disse...

Billl, tem um selinho pra vc lá no blog viu??
Pega láa, e repassa, por favor, haha
Bjoss

† Samurai † disse...

é isso ae
e qndo a inspiração voltar, entro com a continuação e a parte da competição

Adn here we go again!!
bjus da Samurai

† Samurai † disse...

aaaah, magina ^^
sim, estarei aqui no dia 1!!
pode deixar q pelo menos um abela mensagem, garato presentear vcs

And here we go again!!
bjus da Samurai

Ana Lu disse...

Ahh Bill, desculpaa
N sabia que vc tava tão atolado
;/

Mariany Hamada disse...

ameei seu blog :)
tem um selo pra vs no meu blog, vê lá !
www.thought-of-a-girl.blogspot.com

Lóri disse...

Oie Bill, putz agora já não sei o que sou?

rs

Mas eu tb gosto de rock, ou melhor, tb gosto de tudo que me faz dançar por dentro.

Adorei teu blog. Dei altas gargalhadas a cada post.

Parabéns!

Beijos

Lóri

Natiih disse...

Eu tenho uma cisma com pessoas "ecléticas",acho que não sabem o que querem. Gosto de rock levinho, bobinho. Não sou rockeira, longe de mim. Gosto de música. Beijos

Patrícia Andréa disse...

Olá!!!

Tem post novo lá no meu blog!=)

E tem 2 presentinhos pra vc!=)

Bjus!!

ciça disse...

Quando eu li o título do texto já sabia que a Nathália que tinha escrito. Mas eu também era assim, sempre andei com as pessoas mais velhas, com o pessoal mais alternativo... e apesar de ouvir vários tipos de música não me considero eclética.

:*

Natália disse...

That´s Rock and Roll, Baby! \0/


hehehehe

bjos e td de bom!

Natyx Lisboa disse...

engraçado eu tenho essa sensação com algumas musicas eletronicas..
eu pra nao entrar no cliche ecletica, tenho multiplos gostos, sou bgirl, raveira, sambista, bossa-novista, pagodeira, funkeira e tudo juntooo...rsrs
acho que varias de musicas, momentos e lugares...
mas no fundo eu amo musica em si soo! rsrs

beijaaoo ^^

°° Desequilibrada °° disse...

Poxa! finalmente alguem que pensa como eu!!
As pessoas acham que EU é que não tenho personalidade, por não ser ecletica!!! Pode um troço desse??
Ainda sou criticada por que sou APAIXONADA por musica eletronica... Podeira ter escrito esse mesmo texto, mas mudando do genero rock pra psytrance... Sinto exatamente a mesma sensação quando estou na frente de uma caixa de som tremendo, meu coração bate forte e meus pés flutuam... Não tem sensação igual!!
=D

Adorei seu texto!!

Cadinho RoCo disse...

A música, seja ela qual for, está sempre marcada por enorme magia. Mas refiro-me à música, favor não confundir com sons e ruídos desprovidos de musicalidade.
Cadinho RoCo

InvazOra disse...

É algo que não se explica, apenas sente.
Gosto de musicas que me façam pensar, que tenham conteudo, e rock é isso. Ao mesmo tempo que faz mexer te faz pensar.
Tenhos muitas colegas que não gostam de rock, e dizem não entender porque eu gosto. Elas são negras assim como eu, e vivem dizendo que rock é coisa de gente branca, eu discordo, quem disse que musica tem cor? Elas acabam se tornando preconceituosas de mente fechada, criticam o que não conhece, quem disse que negro tem que viver no samba? É cada coisa que me aparece...Mas isso é outra estória^^

Costumo dizer que tem Rock pra tudo na vida, momento deprê, momento apaixonado pra ouvir juntinho, aquele pra ouvir com os amigos. Eu tenho até trilha sonora de dor... quando coloquei meu alargador estava tocando Bruce Dickinson!!
huehuehuehuehuehue

Rock ♥

Ótimo post!!!

BitOokas'

Málvadinha disse...

Oie!!! Obrigada pela sua visita ao meu blog, vc é mto bem vindo!
Volte qdo quiser parar apreciar a foto que vc tanto gosta.
Um otimo fds pra vc!!
Bjs

Júlia de Miranda disse...

Oi! Adorei o blog, não conhecia! texto muito bom, volto sempre!
bjo

Cansada de ser boazinha disse...

Bill Falcão, muito obrigada pelo comentário. Nossa, ótimo incentivo pra continuar e não desisitir de escrever, apesar de achar meus textos dramáticos demais...

Bjos e bom final de semana!!

A Flor do Sul disse...

É verdade isso que ela disse. Ou você escolhe o que gosta, ou na verdade não gosta de nada.

Cαгolinα disse...

Oi Bill :D
Tb nao sou ecletica, e expresso deveras o meu repudio por certos generos musicais, e que se dane quem odeia o meu gosto e reclame por eu reclamar dos gostos alheios.

Mas convenhamos, rock n'roll é gosto mundial.. eu adoro de paixao e pra mim nao tem genero mais FODA!!

bjos!!!!

Lis disse...

Adorei o texto! Me identifiquei muito com essa coisa de dizer que sou eclética, gosto de tantos gêneros e outros não aguento, mas rock and roll é rock and roll, rss

Beijos

Fragmentos Intemporais disse...

Vim agradecer a visita e as palavras que deixou no meu cantinho!

Gosto de vir aqui|

Beijocas.

Mary West disse...

Yeahhhhhhhhhhhhhhhh baby. Não se engane pelos meu cabelos loiros, eu sou rockeira. :D

Thaís - MissLexotan6mg disse...

Adorei esse post! =]
Realmente, eu sempre achei que ecletismo soasse muito à falta de personalidade... como enfiar guela abaixo o que der na telha e os outros gritarem 'amém'!
Não me digo eclética, apesar de gostar de coisas muito adversas! Mas de todas, a que eu amo e prezo acima de todas é o ROCK AND ROLL!!!
Esse sim, incendeia minhas veias! Se vendessem rock em saquinhos, as drogas deixariam de ser consideradas curtição, pois a sensação do ROCK é a melhor droga que existe! (que fique bem claro que eu sou anti-drogas XD)

Bjs

Liquificadorizando disse...

Me encontrei em muitas linhas por aqui:

"Bem, não sou roqueira-rebelde-sangue-nos-olhos visto que sou louca por uma boa roda de samba. Não sou sambista (ou sambadeira, sei lá... hahaha!) e também amo bossa-nova. Ahn, não importa. No fim das contas, eu prefiro dizer que gosto daquilo que me faz dançar, seja por dentro ou seja por fora."

"Não gosto de dizer que sou uma pessoa eclética. Para mim isso soa exatamente como “oi, não tenho personalidade e ouço com prazer o que estiver tocando”."

Muito bom o texto!

Beijos.

Anônimo disse...

http://achatcialisgenerique.lo.gs/ cialis prix
http://commandercialisfer.lo.gs/ cialis achat
http://prezzocialisgenericoit.net/ cialis ricetta medica
http://preciocialisgenericoespana.net/ cialis 20 mg