lobo e lua

lobo e lua

25.12.08

Epidemia instantânea


Jaya Viana
BLOGUEIRA CONVIDADA

Não escrevi nada no dia do Natal por estar um tanto enfadada com tamanha mesmice que sempre gira em torno do mesmo. Sou indiferente. E aí ainda aparece o melindre. É isso que vejo cercar essa época do ano. É esse clima de vulnerabilidade/amabilidade que parece tomar conta de todo mundo, como se fosse uma epidemia instantânea.

Sempre foi assim, basta iniciar dezembro que as ações se modificam, que os corações se abrem e que as pessoas (não todas) chegam a se forçar a agir de maneira que não lhes convêm na maior parte do tempo. Isso tudo dura até a meia-noite do dia 25 de dezembro. Depois passa como se nunca houvesse chegado.

Tudo isso aí é pra explicar a falta de sentido que me arrebata na noite do dia 24. No exagero de vazio que enxergo no Natal. Nas lágrimas que sempre aparecem pra lavar a alma. Nas saudades. Nos telefonemas de quem está longe. E por mais que possam ser sinceros meus desejos de “luz, paz e amor a você e toda sua família”, eu prolongo isso durante o ano inteiro. Não acho que seja preciso esperar um único dia no ano pra dizer a alguém o quanto ele é estimado e o quanto você se importa com seu bem estar.

Natal é pra comemorar o aniversário de Cristo. Eu não gosto de aniversários. E é notável de longe a decadência desse real sentido da data. Tantos esqueceram, e a grande maioria só transformou tudo em mais uma data comercial onde se trocam presentes. É assim que é. É um clichê escancarado, mas é tremendamente real.

Lá, quando pequena, minha vó me ensinou o sentido do Natal, mas a verdade é que nunca aprendi a amar essa data. E a cada ano eu me via com uma parte diferente da família, deixando meu coração rasgado em um monte de pedacinhos que não mais se reuniriam, e lembrar disso não era motivo algum de alegria. Hoje isso não me afeta mais, porém o amor, a vontade de se vestir de vermelho, de esperar a meia-noite, só fizeram diminuir. Diminuir ao ponto de praticamente inexistir. É uma tradição que não faz parte de mim.

No fim, tudo acaba com a televisão ligada e uma programação horrenda.

Isso tudo não me impediu de desejar a todos um Felicíssimo Natal, de coração!

Preservemos esse sentimento bom durante a vida inteira, e não apenas por alguns dias.

Jaya Viana também pode ser encontrada aqui

A ilustração deste post é um presente da nossa amiga Maristela Bairros

26 comentários:

Ronald disse...

Bill, não deixas de ter razão e, eu mesmo na virada do dia 24, fiquei em casa com os meus vendo televisão.

Mas, mesmo assim, paz e saúde em 2009, todos os dias, viu????

Nathália disse...

Não gosto do natal exatamente pela hipocrisia que ronda a data.
O sentido verdadeiro é amor e caridade, mas deveria ser durante todo o ano.
Mas se, pelo menos isso fosse o mais importante da data, mesmo que só por um dia, ainda seria 'menos pior'.
O que me mata é que nem é esse o principal do dia de natal, mas sim um consumismo louco e a comilança.

Dama de Cinzas disse...

Estou com a Natália, o que não gosto do Natal é essa hipocrisia de todo mundo virar amigo! Affe... Eu procuro abraçar e desejar coisas boas pra quem realmente desejo, para quase estranhos me dá um certo tédio!


Ano Novo é mais a minha cara, porque tem sempre a esperança de coisas melhores chegando!

Beijocas

betty disse...

Realmente, é um festival de hipocrisia, porém não se deve generalizar. Tem muita gente que age com fraternidade no seu cotidiano.
Por outro lado, ao menos por uns dias, a energia ruim diminui muito.
Não será isso alguma coisa?

Beijinho

maristela disse...

OIê, santa claus é muito abusado. imagina mandar aquela ilustração lá da lua e ainda em meu santo nome! que barbaridade. vou processar este mau velhinho por esta má-criação, amigo bill.
bj

Nörnberg disse...

Pois bem, pediu e eu apareci! Andava meio sem tempo para postar e ler/comentar outros blogs. Assim que arranjei tempo, precisei arranjar algum impulso anti-preguiça-de-fazer-qualquer-coisa.

Abraço

Amanda Bia disse...

Ah Xuxua! O que importa são as coisas boas que a gente traz aqui dentro. Natal também não faz sentido p/ mim, mas eu faço tudo como manda a tradição mesmo assim!
beijo!

Niseloka disse...

eu adorei o post falando da diferença entre trabalho e prisão...

Belisa disse...

Olá :)

Que todas as belas estrelas
Iluminem sempre seu caminho
Desejo a todos "Boas Festas"
Com amizade e muito carinho

e

Beijos estrelados

Caroline disse...

Tá mais que provado que todas as pessoas portadoras de um pouco de consciência odeeeeiam o Natal!

ÊêÊêÊ!! Jingle Bell, jingle bell..

Bill, amor meu.
Resolvi privatizar o blog, e convidei vc pelo billfalcaostar@gmail.com
Caso não tenha dado certo, responde aqui na tua caixinha de comentários mesmo, ou caso consiga, deixa um lá no blog pra eu ficar sabendo.. ok?

Em todo caso, acho que só volto a postar no fim de janeiro.

Se cuide!

Beijo meu, e que essa droga toda de final de ano passe logo.

=)

Grace >Olsson disse...

BILL, O QUE ME DEIXA TRISTE É QUE NAO POSSO CHORAR A DOR DE NAO GOSTAR DO NATAL.
MENINO, a caixa de email abarrota de desejos de FELIZ NATAL, FELIZ NATAL. E ue, na minha mesmice de sempre, tento dar um destino final aos meus pensamentos e nao consigo.
As pessoas parecem nao se compadecer de minha dor. Do meu momento. Eu quero viver essa data insana, sozinha, isolada num sanatório para doentes mentais ou daqueles doentes que contaminam....
NAO GOSTO DO NATAL, MESMO. Nao se pode ir a uma loja, andar sossegada nas ruas. As pessoas respiram COMPRAS, COMPRAS, COMPRAS...CAMUFLADAS NUM GESTO DO BOM VELHINHO.
Este ano, eu disse ao meu marido que iria ao Polo Norte.E nas montanhas gélidas ficar olhando um céu que nao se ver. Por que no norte, nao se tem dia, nessa época.Tudo é escuro.
E lá, por incrivel que pareca nao tem shopping center..kkk
bjs e dias felizes, seu Fabricio....kkk

Taynar disse...

Bom, esse meu Natal não foi o 'the best day ever', afinal, torrar de febre, sozinha, far away from home, não o coloca entre meus favoritos. Mas eu gosto da data. Vai entender...

Beijos, pessoas, Bom Natal =)

Sheherazade disse...

Eu também tenho cá as minhas broncas contra esse velhinho escroto, verdadeiro Matusalém da hipocrisia reinante nesse mundo consumista e inescrupuloso, mas tenho a esperança de que, com o derretimento das geleiras polares, quem sabe, antes do apocalipse, a gente ainda vai ler a sonhada manchete: "PAPAI NOEL MORREU!" ... Tomara dê tempo de tomar "uma(s)" antes de partirmos também!

a) A mais nova sócia do CAN-CLUBE ANTI-NOEL.

PS: Bill, manda esse cara sifu... Onde já se viu adentrar o JL pra te injuriar assim, publicamente?

EVD - off-life disse...

sempre se fala do natal na época do mesmo né?ahuahauahua...só faltou passarem o natal do bush(com um saco d gelo na bochecha), ou como se vive no natal nas casas de ubanda...hauahau...

programação horrenda pra quem tem apenas tv aberta...o pessoal da tv paga ta sempre vendo mulheres lindissimas d vestidos curtos e vermelhos nas séries...hauahauha

(nao q eu tenhu tv paga,mas a gente sempre prevê ne?)

bom...abraço a todos

paz e luz,e energia, e felicidade, e anabolizantes...talvez alguns alucinógenos, e um pouco de alcool,com mta carne e comida..

evd

Teresa disse...

incrível. todo blog tem uma postagem sobre o natal. até os que não pretendem falar dele kkkkkkk

ah, meu natal foi assistindo xuxa e as noviças. já pensou?

bjo

Teresa disse...

incrível. todo blog tem uma postagem sobre o natal. até os que não pretendem falar dele kkkkkkk

ah, meu natal foi assistindo xuxa e as noviças. já pensou?

bjo

Nadezhda disse...

Ultimamente eu tneho sido no Natal a mesma coisa que fui o ano inteiro. (E as pessoas que conheço, algumas também).

;)

Simples Assim... disse...

Sabe de uma coisa? Ando vendo mais gente repetindo que Natal é uma droga do que pessoas tomadas por essa "generosidade natalina". Acho que o clichê mais atual é mesmo essa coisa toda da hipocrisia, data comercial, etc, etc, etc... rs.

Saudade, Bill !!!

Avassaladora disse...

Vim aqui tentando encontrar o Blog Letra Vermelha, de Carol Lira, que admiro de apixão...!
Mas minha grande surpresa foi encontrar vc!!!
Que lindo Blog... Que belos textos...!
Ficarei freguesa....rs

Beijos lunares pra vc!

PS: Não consigo acessar o "Letra Vermelha"... tinha ele entre meus favoritos...agora é só pra convidados?

Avassaladora disse...

A propósito, compartilho com vc, esse sentimento sobre o Natal...rs
Tb tenho sindrome dessa pseudo alegria natalina....!


Adorei seu cantinho...

Bruna *Lovegood* disse...

No fim, tudo acaba com a televisão ligada e uma programação horrenda.[2]

Mas a Tv Globinho tava legal! Adorei os pingüis de madagascar! =D haushaushahaushaus

Por aqui o Natal é ruim porque ninguém vai na casa do outro desejar feliz natal. Esse ano preferi encarar tudo por outro lado: Culpa da crise! Se eu não estava numa festa, a culpa é da crise. pronto. Resolvido. Bola pra frente.
Bjão Bill! =*

Glutone Insanu disse...

Pois é... concordo num ponto: é uma mesmice infindável; tanto o discurso dos adoradores quanto dos que se dizem (mas dizem sobre) indiferentes ao natal!

ê la iá!

Avassaladora disse...

Obrigada pela atenção, "vizinho...! rs
Adorei seua visita!
Ficarei aguardando noticias do "Letra Vermelha", e virei mais vezes...!


Beijos e cheiros pra vc!

☆ Sandra C. disse...

Que nada.. no Natal as pessoas ficam tão educadas que param até na faixa de pedestres quando o sinal está aberto.. haha..

Natal = Hipocrisia

Do Natal, eu só gosto dos presentes.. hehehe.. aprendi a ser mecenária com o Natal.. ;P

Daniele disse...

Olá!
Vou citar o que escrevi no meu blog... "Quem dera que esse clima de paz continuasse durante os 365 dias do ano. Mas... deixa pra lá... pura utopia..."
Eu não tenho nada contra o natal, mas infelizmente nesta época que alguns dos 7 pecados capitais são mais cometidos.
Eu sou a mesma sempre, independente de datas comemorativas.
Um excelente 2009! Felicidades e realizações!
Bjs!

ALF disse...

Nem preciso dizer o quanto concordo com a Jaya. Meu texto, em que faço referência ao natal e essa época, fala disso mesmo.

Amo a Jaya.

:)

Grande abraço Bill