lobo e lua

lobo e lua

16.6.07

Ministra ensina como relaxar e gozar

A ministra do Desenvolvimento Aéreo, Marcia Suplício, convocou a imprensa ontem, no aeroporto de Brasília, para "uma aula de relaxamento explícito". Segundo a ministra, "o brasileiro, que tem grana e pode viajar de avião, devia tomar umas lições com os milhares de famintos que andam a pé e de ônibus lotado todos os dias. Mas, agora, chegou a vez desse faminto curtir com a cara dos endinheirados que se dão ao luxo de viajar pelos céus, mesmo não sendo anjos."

Marcia Suplício convocou um grupo de retirantes nordestinos para uma "aula prática" no aeroporto: "Vocês vão ver como o povo que come uma vez por semana vai curtir com a cara dos engravatados e dessas executivas vestidas com terninhos", disse a ministra.

Em troca de uma porção de mandioca com carne seca e um café morno como sobremesa, os retirantes se aproximaram dos guichês das companhias aéreas. "Observem agora", alertou. Os famintos começaram a cantar um baião e chamar a atenção dos irritados passageiros que esperavam há dois dias para embarcar.

Pouco depois, cansados de ficar esperando por um avião que nunca aparecia, e precisando desenferrujar as pernas, os passageiros entraram na dança e logo estavam cantando com os retirantes. A seguir, os famintos pegavam os passageiros que iam para o Amazonas e colocavam na fila dos que iam para o Rio Grande do Sul. Faziam o mesmo em outras filas, sempre trocando os passageiros que iam para o Norte pelos que iam para o Sul.

A dança dos famintos com os engravatados durou cerca de uma hora. No final, os famintos deixaram os engravatados e as mulheres de terninhos nas filas erradas e ninguém percebeu nada. Tudo voltou ao normal no aeroporto de Brasília.

"Viram como é fácil?", perguntou Marcia Suplício. "Em vez de ficar todo mundo reclamando, deitado no chão, usando a mala como travesseiro, o negócio é cair no forró. Todos ficam relaxados e os retirantes nordestinos ainda podem gozar a cara desses burguesinhos que viajam de avião. Isso é o que eu chamo de Desenvolvimento Aéreo."

No final da performance, os nordestinos, homens, mulheres e crianças, comeram a prometida refeição e seguiram seu caminho em busca do Paraíso. Da porta do aeroporto, a ministra acenava: "Não esqueçam de votar em mim na próxima eleição, hein?" Perguntada se seria candidata a prefeita novamente, Marcia Suplício desconversou: "Agora, vocês me dão licença, que eu tenho que embarcar para Paris."

- Mas a senhora não teme ter que ficar na fila e acabar perdendo o vôo?
- Que fila, meu chapa? Vou no Aerolula. O sapo barbudo é meu parceiro e me emprestou o jatinho dele pra ir jantar em Paris com meu namorado. Mas, amanhã a gente devolve, bem antes dele embarcar pro almoço com o Hugo Chavez. Eu é que não vou. O cardápio do Chavez é muito indigesto pro meu gosto. Prefiro a culinária francesa. Au revoir, my friends!!!!!!

3 comentários:

Anônimo disse...

Bill,
sei que voce por ética jornalística !!!! deixou de relatar a participação do portenho que se diz franco-argentino Luiz Favre na psicoterapia do relaxa e goza.
Saiba que em assuntos de relaxar e gozar tudo pode ser dito.....

Cadinho RoCo disse...

E assim vamos assistindo aos delírios do misnistério mal acabado do irmão do Vavá. Também, com um eleitorado desse, Brasil tem mais é que relaxar e gozar. A propósito, já que estamos em tempos de reforma política, nada melhor do que abrir campanha para o voto nulo, porque pra ser patrão dessa turma não dá.
Cadibho RoCo

mae global disse...

Bill,
Sabia que a Suplício não deixaria de aparecer por aqui no seu jornal para que pudéssemos rir um pouco com ela também.

Quanto à Suplício real, essa dá vontade de chorar, mas enquanto ela, Clodovil, Lula, Vavá e tantos outros estiverem em ação, o que podemos fazer é rir um pouco dessa desgraça toda! E votar melhor na próxima.

Bjs
Rosana