lobo e lua

lobo e lua

26.9.09

Dr. Bruegel atende

Prezado dr. Bruegel: você não vale nada, mas eu gosto de você! Você não vale nada, mas eu gosto de você! Tudo que eu queria era saber por quê?!? Tudo que eu queria era saber por quê?!?

Você brincou comigo, bagunçou a minha vida. E esse sofrimento não tem explicação. Seu sangue é de barata, a boca é de vampiro. Um dia eu lhe tiro de vez do meu coração.
Eu quero ver você sofrer, só pra deixar de ser ruim. Eu vou fazer você chorar, se humilhar, ficar correndo atrás de mim. Você não vale nada, mas eu gosto de você! Você não vale nada, mas eu gosto de você! Tudo que eu queria era saber por quê?!? Tudo que eu queria era saber por quê?!? (Anna Vitória – Uberaba)

Prezada Anna Vitória: eu devia estar contente, porque eu tenho um emprego, sou o dito cidadão respeitável e ganho mais de quatro mil reais por mês. Eu devia agradecer ao Senhor por ter tido sucesso na vida como artista, eu devia estar feliz porque consegui comprar um BMW 2006. Eu devia estar alegre e satisfeito por morar em Ipanema depois de ter passado fome por dois anos aqui na Cidade Maravilhosa. Ah! Eu devia estar sorrindo e orgulhoso por ter finalmente vencido na vida, mas eu acho isso uma grande piada e um tanto quanto perigosa. Eu devia estar contente por ter conseguido tudo o que eu quis, mas confesso abestalhado que eu estou decepcionado. Porque foi tão fácil conseguir e agora eu me pergunto "e daí?" Eu tenho uma porção de coisas grandes pra conquistar e eu não posso ficar aí parado.

Eu devia estar feliz pelo Senhor ter me concedido o domingo pra ir com a família no Jardim Zoológico dar pipoca aos macacos. Ah! Mas que sujeito chato sou eu, que não acha nada engraçado, macaco, praia, carro, jornal, tobogã, eu acho tudo isso um saco.

É você olhar no espelho, se sentir um grandessíssimo idiota, saber que é humano, ridículo, limitado, que só usa dez por cento de sua cabeça animal. E você ainda acredita que é um doutor, padre ou policial, que está contribuindo com sua parte para o nosso belo quadro social. Eu que não me sento no trono de um apartamento com a boca escancarada, cheia de dentes, esperando a morte chegar. Porque, longe das cercas embandeiradas que separam quintais, no cume calmo do meu olho que vê, assenta a sombra sonora de um disco voador.

37 comentários:

Cadinho RoCo disse...

Cert vi no céu de Contagem, na Grande Belo Horizonte, cilindros vosadores. Eram dois estranhos objetos que flutuavam numa boa e sem pessa e sem nada, ignorando solenemente a gravidade. Mas abduzido nunca fui não.
Cadinho RoCo

Paulo R. Diesel disse...

Grande resposta. grande resposta...

Tha ! disse...

de vez em quando eu queria ser abdusida !
beijoos.

Nathália :) disse...

Isso que é uma pessoa de conteúdo! :D

Allyne Alves disse...

Top ao extremo!

Beijos, querido

Belle disse...

Superou!!!
Uauuuuuuuu...
Bjos Bill :)

Desabafando disse...

É nós somos muito limitados mesmo, mas ainda existe graça nisso. rsrsrsrs...

Obrigada pela força lá no blog!

Nerfethyty disse...

Invejei a resposta! =D

Ana Lu disse...

Nossa, mto boa resposta!
^^
Bjos

Pamela disse...

Boa boa resposta xD

Adoro essa música do Raul! Me identifico com ela.

bjo

Pretty, Bruna disse...

Tô gripada e não consigo comentar nada de útil, mas vim falar q tô voltando a postar no meu blog. Fiz uma postagem hj. Nem sei se vou divulgar, acho q mto pouco.
Eu não sei oq escrever direito e como escrever, perdi um pouco da vontade de compartilhar com os outros as coisas. Mas vou fazer mais esse teste. Bjo Bill.
=*

Gabi disse...

ÓTIMA resposta QQQQ

Dora disse...

E quem disse que disco voador não existe?! Uma resposta adequada e altamente filosófica. Apropriada em todos os sentidos.
Cheiro grande e uma linda semana, Bill.

Adriana Arndt disse...

Ufa, Bill! Ainda bem que fechou "com Raul", por que meus 10% de mente não aguenta mais esse refrão "Você não vale nada mas eu gosto de você", rsssss!

E nossos Palestras? Meu Palestra (e O Roman) ferraram o seu. Mas o Cruzeiro não está muito afinado! Não há quem finalize, Bill! É incrível as fases futebolísticas! Em 2003 o Cruzeiro era O Clube!

Fique bem, querido Bill!
Saudades suas!

JuJu disse...

Esse Dr. Bruegel e seus clientes... Um dia vão acabar descobrindo o que há além dos buracos negros, ah se vão!
Passe lá no meu blog e deixe seu comentário!!!

tossan® disse...

A segunda por favor, a primeira não por favor! Raul sempre Raul! Que diferença hein! Abraço

Pollyanna disse...

Confesso que minha lerdeza não deixou entender que uma coisa está ligada a outra... ahahhaah

Ágatha Alves disse...

Noussa muito bom...
adoro seus textos..

beijos

Jaya disse...

Salve Raul, em meio ao nada, que tem valido!

Haha.

ÓTIMO, Bill.

Um beijo. E mais outro.

Sueli disse...

Não tem nada a ver, mas são duas músicas que adoro ouvir... Beijos!

Daniela Filipini disse...

Adorei! AEIOAHEOI

Mary disse...

Olá Bill, tudo bem!
Passei aqui para retribuir sua visita e conhecer seu espaço.
Obrigada pela visita, seja bem-vindo. Parabéns pelo blog.
Abraços

Lu Dantas disse...

Muito bom! rsrsr

Beijos

Laís disse...

adorei,as duas músicas por mais diferentes que sejam têm uma ligação (quem diria...),é querer tanto,conseguir e perceber que tudo aquilo nem era muia coisa.
beijão

Juliana disse...

ééé Bil
vc sempre consegue me surpreender!
vc nao avle nada mais eu gosto de vc!
aahhahhah
como estao as coisas?
tudo bem com vc?
com seu companheiro de 4 patas?
saudades
beijos

betty disse...

Só mesmo Rauzito pra responder de maneira tão pertinente à tamanha asneira.
Êta, musiquinha insuportável que durante meses tocava não só na tal novela, mas em todas as festinhas nos plays por aqui.

E viva Raul Seixas!

beijinho

Ciça Lize disse...

Aff!! Me fez pensar...rsrsrsr!
Adorei,até vi um pouco d emim1
beijos

Carolina disse...

Inveja branca da resposta e da condição.
bjos meus

Deise Duarte disse...

me afino hahaha

Lis disse...

Òtima "peleia" musical, rsrs. E charge idem.

beijosssss

Luciana P. disse...

Grande Raulzito! Ele se superou nas músicas e nas letras... Adorei o post! Não sabia que tinha voltado!

Beijos!

Simples Assim... disse...

Calcinha Preta e Raul? Encontro surreal (e atemporal), só aqui mesmo... rs. Bjs !!!

Simples Assim... disse...

Voltei, Bill. Maldita mania de dizer tudo até o fim. Como não quero morrer engasgada, acabo voltando... rs.

Bom, o que havia ainda a ser dito na verdade é uma reflexão meio bobinha. Engraçado como as pessoas ligam uma crise na relação automaticamente à traição, mania de achar que os problemas (e possíveis soluções) estão sempre do lado de fora. O problema pode estar (aliás invariavelmente está) dentro, dentro da relação, dentro de cada um dos envolvidos. O cara não vale nada porque é safado? Antes fosse... O cara não vale nada porque acredita que não vale, ao menos aquilo que "conquistou", que "ostenta", que aparenta. O cara quer mais, quer abrir mão do que parece e buscar o que é. Ele quer viajar no espaço, se afogar em si mesmo, descobrir o que está mais adiante. Esse é um processo absolutamente egocentrado, egoísta até... e os outros? Os outros são os outros e precisam resolver seus próprios conflitos. Mas eles entendem? Em geral, não, escandalizam-se, enchem o coração de ódio e gritam "Você não vale nada...". Mas eles gostam, gostam de vc. Eu gosto de vc, amigo querido que me faz pensar. Bjs.

lidi ;) disse...

uau!
sempre arrasando!

parabéns

beijo

Patrícia disse...

Adorei a resposta!

A n i n h a a disse...

estranho pensar na vida desse modo.
Não ver graça nem em macaco, nem em praia e nem em tobogã já é ser meio blasé.

beiiijos
ótimo texto :D

Camila Costa disse...

Uau!!!

Raul é ótimo, a resposta tanto quanto...às vezes, eu também precisava ser abduzida...nesse exato momento, por exemplo.

beijos e bom final de semana! :)