lobo e lua

lobo e lua

19.7.09

Café e Bar Ponto Chic


Chico PF
(Francisco Paula Freitas)

– Lalau é o escambau, que eu não afanei nada de ninguém. Fico aqui o dia inteiro, dando duro no batente, vendendo meu capilé, trabalhando como um desgraçado, toda hora tendo que espalhar serragem pelo chão, que nunca vi gente tão porca, cospem pra todo lado, e você, que não sai desse bem-bom, ainda vem dizer que aquele pau-d’água falou que eu malhei a cara-metade dele na despesa? Não sou nenhum santinho do pau oco, mas isso eu não fiz e nem faço. Cuidado comigo que hoje eu amanheci de ovo virado.

— Calma, as coisas não são bem assim. Você precisa morigerar. Só porque dá duro pra caramba e no final do dia fica esfalfado do lesco-lesco, não tem o direito de apresentar uma conta fajutada. Você não pode fazer isso. Principalmente com uma mulher desacompanhada. Ele me contou tudo, tintim por tintim. Disse que ela está amuada contigo.

— Que papo é esse, rapaz? Parece que você tá com a cachorra. Tem procuração para defender esses pilantras? Não deve ter e, pelo que vejo, também não está acreditando no que eu digo. Eu não gosto de disse-me-disse, mas é bom ficar sabendo: se há um vivaldino nessa história, não sou eu que fico aqui me estuporando e sim aquele pé-de-chinelo, que vive ao deus-dará e se intitula dono da sirigaita. Ele não se manca, deixa a mulher ficar batendo perna por aí, vir ao bar sozinha e depois vem demandar. O que você não sabia e fica sabendo agora é que ele larga ela por aí, pela rua da amargura, mas vive fazendo reclame. Diz que ela é da pontinha, que tem it, que é avançada, que nem combinação e porta-seios usa. Quer saber? Desconfio que ele até manda ela se virar. Pinta de marafona ela já tem, e de sobra...

— Tome tenência, rapaz, ele não é o três com goma que você está pensando. O homem é valente. Falou que amanhã, quando vier tomar a média com canoa na manteiga, não vai nem querer ouvir você pedir penico. Se continuar assim, você vai é viajar para a cidade de pés juntos. Eu, no seu lugar, ia preparando umas batidas e uns salgadinhos para o gurufim.

— Eu, hein, rosa, sai pra lá! Valente coisa nenhuma, lugar de valente é na linha de frente. Tu pensa que eu tenho medo daquele pau-de-virar-tripa? Não tenho, e te adianto: se ele ficar com esse parangolé de otário, neguinho ainda leva a devassa que ele diz que é dele, de vez. Mas isso não me interessa, eu sou comerciante e quero é o meu. Não sou da laia deles, não vivo de me-dá, me-dá e o que vem de baixo não me atinge. Se aquela bola maltravada, aquele caixão sem alças, aquele pirilampo vier aqui, não me pagar e me desacatar, não vai ter jeito, dou-lhe uma bifa, a groselha vai escorrer pela cara e ele vai ter que recolher o chinelo charlote e se picar. Com as perninhas de saracura e aquele andar de gabiru, não vai dar para ir muito longe... Gurufim, se tiver, não vai ser para mim. Você, que é amigo dele, pode ir fazendo a vaquinha...

— Tu tem que cobrar é dela, rapaz. O cara não tem culpa; a mulher contou pra ele o que houve. Disse que você ficou falando só safadeza, tirando onda e se exibindo. Quando viu que ela te dispensou, aí você forçou a mão no lápis...

— Nada disso, dispensar coisíssima nenhuma, quando eu apresentei a dolorosa, a jabiraca é que veio com o papo de que estava tesa, que sustentava ele e ainda por cima morava longe, em uma meia-água de telha-vã e coisa e loisa. Pra você ter uma idéia, só de croquete, a doidivana e a mocoronga, amiga dela, por sinal, um peixão, ô mulher bem apanhada, comeram mais de oito! Eu senti a cascata, porque logo depois de armar o charivari, ela amansou e engrenou uma de que lá pras suas bandas tinha um arrasta-pé para pé-de-valsa nenhum botar defeito. Disse isso, dando a entender que eu aparecesse um dia. Não sou metido à besta, mas no ar, eu senti que a coisa era chinfrim. Ela percebeu e emendou um lero, dizendo que realmente o bate-coxas podia não ser para um magnata do meu tope, que era longe, mas mesmo assim, ela mandaria o convite e que muito malandro gostaria de receber um erreéssevepê desses. O baile era bom, tinha muita pastora, muita cabrocha, se insinuou e fez o jeito. Ela era mesmo uma jambete de não se jogar fora... Mudei de idéia. Percebi o jogo forte, vi que ela, no duro, era da gandaia, da pá-virada e cheguei a pensar em dar um bordejo lá. Era só aparar o bigode, mandar o jaquetão para o tintureiro, dar um brilho no pisante, jogar uma brilhantina no curto-cheio, fazer um laço triângulo, e... olha lá o bacana.

— O que você está me dizendo? Quer dizer que você passou mesmo a cantada na mulher do Braz? Cruz-credo, você tá é doido, rapaz! Pensa que ele é bocó? Ele é perverso. Eu acho que você vai mesmo é pro beleléu...

— Doido, eu? O que eu quero é o meu dinheiro! Ela deixou vinte, mas eram trinta e sete mangos. Na lona ela não estava nem está, pois no dia, você precisava ver, veio toda aprumada, uma belezoca. Vestido rabo-de-peixe, uma sandália de amarrar na perna com salto Anabela, além de muito bem pintada de pancake, ruge e ciliom. Tinha uns brincos grandes de argola, tipo cigana, e um cordão folheado a ouro com um camafeu pingente com o retrato do filho, coitado do menino. Para completar, e enlouquecer qualquer cristão, trescalava fragrâncias de Seiva de Mutamba, sabe lá o que é isso? Mas se desse mato não sair coelho, da parte da bruaca ou do pé inchado, eu não vou ficar aqui bancando o paspalhão, eles que guardem o de baixo. Se ficar na saudade, vou querer tirar uma casquinha, porque, pensando bem, ela está longe de ser um estropício. A morena é tranchã, é do balacobaco; não chego a dizer que minha mãe a quereria para nora, mas se ela parar com os fricotes, aparecer aqui de novo com aquela maldita sandália e me der bola outra vez, garanto que de um jeito ou de outro vou buscar o meu. No prejuízo não vou ficar...

Publicado em "Café e Bar Ponto Chic" - Editora Bertrand Brasil

63 comentários:

LiLi disse...

hahahaha, que coisa hein?!
saudades de vir aqui
como sempre, textos de ótima qualidade.
Beijos lindo, e ótima semana pra ti!

Joéliton dos Santos disse...

rsrsrs....
Concordo com a Lili....
òtimo texto!!!

Bjaoo

Dama de Cinzas disse...

Adorei o que a Lili disse... rs

Legal mesmo!

Beijocas

Juliana disse...

ahauhauhahua
essa foi boa, algumas palavars eu não conheço o significado, outras sim!
adorei!!!

BEIJOS

junelise disse...

Bacana demais! E não é que a turma das antigas falava assim mesmo? Tem expressões superinteressantes!
E o bar é o ponto chic daqui de beagá, na rua tupis?
Bill, a loja das agulhas pra LPs fica na rua carijós 868. Adorei a visita!
Um beiju, Ju

Allyne Alves disse...

Uaao! Otimo como sempre, mr Bill!

É sempre otimo vir aqui e ler os seus posts...Beijos, aparece!

lpzinho disse...

Heheheh adorei! Arrisquei aparecer por aqui pq te visitar é certeza de bons textos, excelentes posts e hj não foi diferente!!
Dá para fazer um filme mental com a leitura.. show de bola Bill!!
Grande abraço e parabéns pela sensibilidade!!

Mary West disse...

HAHAAAHAH!Gostey bastante das coisas novas. :)

Lis disse...

Ah, sempre boas escolhas.
Muito bom!

Beijosss, boa semana.

Simples Assim... disse...

Bill, querido, correu tudo bem. Já saímos do hospital, mas ainda não voltamos pro Rio, esperamos liberação médica. Eu te falei que a cirurgia foi em Juiz de Fora, MG? Enfim, vou ver se posto contando as novidades. Bjs.

Luana H. disse...

ótimooo! hehe
Obrigada pelos comentários, querido!
Já estou bem, graças a Deus, e de volta aos blogs.

Grande beijo.

Cαгolinα disse...

rapaz, nao entendi nada de algumas girias e expressoes de linguagem,, mas deu pra entender um pouco o texto ahaha!! agora traduz por portuga, BIll!! hihihi

JuJu disse...

Uau! Adorei o texto!
...
Passe lá no meu blog e deixe seu comentário!!!

betty disse...

Excelente relato de uma época através das gírias!
Cada geração tem um linguajar que a caracteriza. Hoje a gente ri dessas expressões, assim como um dia vão rir das que usamos hoje.
beijinho

Helô Müller disse...

Acho que eu estava sentada bem ao lado deles, neste dia... rs
Senti-me assim, muito à vontade com o seu texto e pra lá me transportei! Dom da escrita? Sem dúvida alguma...
Parabéns!
Beijos
Helô, tb de sandália anabela!! rs

Julyany ;) disse...

shuashuashuahsa mt bom, tem umas palavras óootimas!
(:

pooxa, queria agradecer às suas constantes visitas e comentários, e qnt ao último, vc achou que pareceu um boleroo?! sjasajuhushauhs
que legaal, nem foi a intenção! (:

Carolina disse...

Passei pra te dar um oi e um FELIZ DIA DO AMIGO.

bjão

Ava disse...

Bill..

Meu doce amigo...

Bom saber do seu carinho e da sua amizade...

E não poderia de deixar, especialemnte hoje, de te deixar o meu beijo e meu carinho...
Afinal, sei o amigo querido que voce é...

Bom passar aqui, e sempre encontrar ótima leitura, coisa que voce nunca deixa falta...


Beijos e mais beijos!!!

Barbara disse...

"Eu fui fazer um samba em homenagem à nata da malandragem que conheço de outros carnavais..." _Chico Buarque.

Brúh disse...

rsrsrsrs
Essa foi bouuua..
:]

Beijoos

Arianne disse...

Um Feliz Dia Do Amigo pra esse amigo blogueiro tão especial! ^^
Beijos!

Nathália E. disse...

Haha, o texto todo. Incrível!

Beijo!

Ps.: Quantas vezes vou ter que dizer que tô com saudades?

Tâmara disse...

Cara, e não é que eu amei a Lili...
kkkkkk

Beijos!

Ciça. disse...

Excelente! Prende a atenção da gente.

beijo.

Boneco de Osso HQ. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Boneco de Osso HQ. disse...

Olá, tudo bem?´
primeiro quero dizer Parabéns
pelo Blog..
vim ate aqui para pedir
sua opinião sobre um personagem
que criei e que fiz um blog
para sua divulgação!

boa semana :*

Princesa disse...

" Às vezes, desanimados, pensamos que pouco que fazemos não é senão apenas uma gota no oceano. Mas o oceano seria menor se lhe faltasse uma gota.

Acredite : Você faz a diferença " !.
Beijos

Bruna ! disse...

Meu, muito boom. adorei o texto.
beeijo doce...

Paz e luz ;

Armando Maynard disse...

Caro Bill, mais um bom "lero" do Chico PF, muito bem narrado com línguagem e ginga usados pela "malandragem" dos morros e periferias. Quanto ao meu computador quebrado, fiquei "esfalfado" precisando agora "morigerar". Um abraço, Armando.

Monique Frebell disse...

Bill
Obrigada mesmo pela torcida e pelos elogios aos meus textos.
Qualquer hora dessas eu volto.

Bjus!

=)

Anna disse...

Adoro textos com essas marcas de oralidade, acho demais!
beijos

Sueli disse...

Ah, mas você não contou como foi o encontro com o Braz, pôxa ... rs.
Beijos!

dade amorim disse...

Legal o texto, Bill, com trilha sonora e tudo. Obrigada pela presença e abraço pra você.

Natália disse...

Ótimo, muito bem escrito. abraço.

Dama de Cinzas disse...

Oi querido! Combinado então! Quando vc vier ao RJ me avise! Quem sabe se encontra eu, vc e Nathália? Seria legal!

Beijocas

Lugirão disse...

Bill, muito bom, fazia tempo que não lia um texto com esse tipo de linguagem. Gosto muito.

Sonia Regly disse...

Amigoooooo,
Que saudade!!! Com a mudança do domínio, perdi alguns links, vou linká-lo para não perder o contato.Obrigada!!!!Beijão

ℓiiα, ♥ disse...

Bill, tantas palavras que eu não conheço que eu quase me perdi! HAHAHAHAH

Mas gostei do texto!
Beijos.

teresa fur disse...

excelente texto, muito divertido

abç, bom findi

Teresa

Sheherazade disse...

Bill,
Eu amei esse conto! "Eu, hein, Rosa?"; "tranchan" e "ciliom" ...KKKKKKK! Foi demais!!!
Parabéns pro Chico. Esse é o tipo de literatura que me diverte e que eu dou os "quarto e a cabeça" pra ler.

Beijos em ti e no Chico, pela obra

Ana Gotz disse...

Girias idosas... muito bom!

Vanessa disse...

Hã?

Thaís A. disse...

HAHA, eita.

Ana disse...

Porque no prejuízo ninguém quer ficar.
Nunca.

Livre Pub disse...

Muito bom! Me diverti!

Ágatha Alves disse...

muito bom o texto
tem palavras que nunca ouvi...mais enfim...
beijos

Kamilla disse...

Adorei o texto, sobretudo as palavras usadas eu foram bem escolhidas e os ditos populares também.

Sonia Schmorantz disse...

É o típico papo de bar, rsss gostei muito!
Tenha um ótimo domingo
abraço

Larissa. disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
muito bom!

E sim, vi sua página lá no last. Excelente gosto!
E parece com o meu. Ainda tenho muito o que conhecer, mas coisa boa é ouvir música. E o last fm te cobrou? O_O'
Nossa...

bjs
;*

Ciça Lize disse...

Oláaaaaa!!!
Adoro estar aqui, lendo os textos, me divertindo com comentarios e me fortalecendo com a sabedoria ds palavras!!

Esse blog é lindo, inteligente e divertido!!

Vou colocar o link e seguir seus passos!!!
Rsrrsrs, bjs mil

disse...

Adorei! Gosto dessa escrita de jeito de falar diferente, me divirto. :*

☆ Sandra C. disse...

ham...

não tô entendendo..

katy disse...

oi, vim retribuir sua visita no meu blog. bjss e uma xcelente semana.

Tata disse...

Hhehehehhe

Muito bom!!!!!
Seus textos sempre são muito bons!!!
bjinhos

Tiffany disse...

esas gírias ainda me matam de rir

AOIHSDIHASD :)

Ciça Lize disse...

Oláaaaaaaa!!
Tem selinho pra vc lá no meu cantinho!!! Beijos e passe por lá tá!!

A n i n h a a disse...

Adooooooro essas gírias idosas do texto, fiquei lendo e dando risada com o "coisa e loisa" e etc.

muito bom mesmo!
beiijos

Daniela Filipini disse...

Adorei! :)
Muito bom \o

Dayane disse...

Hauhauhauhauhauha!To com vergonha de admitir que entendi praticamente todas as girias,ja que o pessoal aqui em casa fl muitas delas.Sabe cm é,minha familia é das antigas!Bjo Bil.

lpzinho disse...

Olá Bill, passei pra te deixar um abraço e desejar coisas boas, alegrias e tudo o mais!!
Espero q esteja td bem por ai amigo blogueiro!!! =) Abraços e sucesso!!

Pankunchi disse...

Quantas saudades de "arrebentar a boca do balçao", Bil!!!

Aliás, quem tem feito isso é o meu Palmeiras, hehe!

Saudades suas! Meu blog está todo atrasado e enquanto não vejo saída, sumo mesmo!

Bom final de semana!

Dora disse...

Bill! Adorei. Peguei pra mim, esse texto. É engraçado ver como ao longo do tempo, assim como, de região pra região, as expressões mudam. Ainda um dia desses, falava isso com uma amiga. Algumas eu conheço bem, outras nunca tinha nem ouvido falar... rs rs
Mas que eu sempre uso sandália anabela, isso eu uso...
Um cheiro bem grande e bom fim-de-semana.

Nathália :) disse...

estava lembrando de vc esses dias! Vc tbm deu uma sumida, achei que tinha fechado o blog... mas ainda bem que nao! O blog continua otimo, como sempre! ;D

beijos