lobo e lua

lobo e lua

7.7.08

Dr. Bruegel atende

Prezado dr. Bruegel - eu não sei o que acontece e porque as coisas acontecem assim, mas eu me identifico pra caramba com você. Nem sei como é seu rosto e, nessa época de psicopatas pela internet, nem sei se você é realmente quem diz ser (paranóica), mas não tem problema não. O negócio é o seguinte: você me lembra liberdade.

Na vida, tudo passa? Ninguém é de ninguém? Até quem nos abraça? Não há recordação que não tenha seu fim? Ninguém é de ninguém, o mundo é mesmo assim? Já tive a sensação que amava com fervor... Já tive a ilusão de ter um grande amor. (LYY - RJ)

Prezada LYY - a flor do meu bairro tinha o lirismo da Lua. Morava na minha rua, num chalé fronteiro ao meu. Eu conheci o seu primeiro amor, a sua primeira dor, e o primeiro erro seu. Lembro-me ainda, o bairro inteiro sentiu: a flor ingênua sumiu, com seu amor, o seu rei. E eu, que era seu primeiro namorado, de tão triste e apaixonado, nunca mais me enamorei. Hoje, depois de alguns anos, encontrei-me com ela, na rua dos desenganos, menos ingênua e mais bela. Ela, fingindo desejo, a boca me ofereceu. E eu paguei por um beijo que no passado foi meu.

A minha história é vulgar, LYY, mas algo fica provado: nem sempre o primeiro amor é o primeiro namorado.

43 comentários:

F.M. disse...

Meu primeiro amor quase me arrancou o coração...
Mas graças a Deus, não conseguiu, senão hoje, não estaria vivendo os melhores momentos da minha vida com meu primeiro namorado!!!
=D
Adorei o post!

Nina disse...

Todo mundo tem um caso assim para contar... quem nunca "viveu" um amor assim que atire a primeira pedra.
(kd o layout novo??)

Nathália disse...

Quanto é a consulta, dotô?
Acho que tô devendo, né? Hehe

Adri /Dri /Drika disse...

Adorei o texto... Bjoka

Cámila disse...

Aaaaaaiii que texto maiiis lindo!
ameii HAHAHAHA
A RESPOSTA DO DR. FOI ÓTIMA TAMBÉM NÉ!

beijiinhoooos!

Ricardo Rayol disse...

Não entendi xongas a não ser que vc pagou por o amor de uma mulher, incentivando a prostituição ... rs

Sonia Regly disse...

Bil, Doce amigo, obrigada pelas visitinhas constants, obrigadas pelos lindos coentários.Vc é nota DEZ!!!! Fico muito honrada e feliz!!!

Sonia Regly disse...

Amigo Bill,
Anotei o endereço do seu Blog para linká-lo, ok??? Minha filha é quem linka pra mim, hoje eu seguro ela para linkar seu lindo Espaço. è horrível a gente não saber fazer as coisas, se não eu mesma já teria feito isso há muito tempo.

Fláh disse...

Eu gostei muito do final. ;P

Bem nem sempre o primeiro amor é o primeiro namorado. Ou não.

Mary West disse...

Oh meudeoso, que lindo lindo mesmo. Fiquei me perguntando então, aonde eu posso encontrar este meu amor, pq nem de disfarçado de namorado ele ainda veio.

Patty disse...

O Dr Bruegel sabe o que diz!

Beijossss

JuJu disse...

Dr. Bruegel continua lírico como sempre, mas acho que em qualquer dia desses eu crio uma figurinha lá no meu blog para competir com ele HAHAHAHAHAHA!
Passe lá no meu blog e deixe seu comentário!!!

Biscoito Cósmico. disse...

cativante.

(sem mais)

beijo.

☆ Sandra C. disse...

s2

mto fofo...

Luh disse...

Hahahaha!
Demorei 7 anos para encontrar o meu primeiro amor pela rua e não ter um colapso nervoso. É...tem coisas que são para toda a vida..

tita coelho disse...

Meu primeiro amor assim de verdade, estou vivendo agora! Bom isso, muito bom :)
beijos

gabimazzei disse...

Meu primeiro amor era um cara tão babaca... ainda bem que nunca ficamos juntos de verdade. Brigada, meu Deus.

Leticia disse...

Esse Dr Bruegel sabe responder as leitoras ...

Lindo post Bill , quase sempre o primeiro amor é platônico.
Bjks.

Layla Lauar disse...

Bill você também é poeta..adorei este post...meu primeiro amor nem sei mais quem foi...o ultimo ainda não apareceu, se existe, antes de me econtrar se escafedeu... acho mesmo que até hoje só gostei, nunca amei...

beijossssssssss

Betty disse...

Do primeiro namorado a gente até se esquece, mas do primeiro amor
jamais. Eu não esqueci...
Beijinho

Amanda disse...

Adorei o texto
E é verdade aquele negocio foi escrito há muiito tempo e podemos utilizáçlo ate hj. :D'
abraços

AnaLua disse...

Eu tive v�rios primeiros amores... cada vez que me apaixonei foi a primeira, sei l� meio louco isso, mas � assim mesmo... muito lindo mesmo esse post!

Nadezhda disse...

Estranho mesmo quando o primeiro amor é o primeiro namorado, a primeira decepção, a primeira volta por cima..

;)

disse...

Que coisa! Tão profundo isso do primeiro amor não ser o primeiro namorado e vice e versa. E o pior é que muitas vezes é assim mesmo.

Bjo

Memórias de Donha Baratinha disse...

Sorte de quem consegue a dobradinha de primeiro amor/primeiro namorado... geralmente isso não acontece. Comigo veio priomeiro o amor, e depois o namorado. O mais importsante é amar sempre, mesmo correndo o risco de sofrer... pq o amor é muito lindo! Mas não vale se desvalorizar! Bjuxxx! Ah, Bill consertei o link do jornal da lua no meu blog valeu?!

elisabetecunha disse...

Hummmmmmmm

o amor nos apronta cada uma!!

BILL TÔ PAXONADA POR VC!

Elis disse...

meu primeiro amor...se foi amor..sei lá...srsr!
um blog muito bommmm..voltarei aqui!parabéns!

Magui disse...

Ainda bem que o primeiro não é o último.La nave va!

TOOP disse...

eu tenho uns quatro casos desses pra contar.
ó vida!

Presente pra vc no Toop!
;)

Dri~ disse...

OOhh!! " Aplausos " Belo!! Maginifico! ... " Mais Aplausos "

Post como sempre! Otimo!

F. disse...

Uh, rapaz... mara uma horinha aí pra mim, que tô precisada de umas análises!!

Beijos! ;)

Natália disse...

Nelson Gonçalvez! Devo admitir que é bastante inspirador!

Adorei o Post!!

Bjus e td de bom, Bill!

Amanda Bia disse...

exatamente! definitivamente o meu primeiro namorado não foi o meu primeiro amor! amor de verdade só teve um!
beijos!

~ мillє disse...

Tá aí uma grande verdade.
O primeiro namorado quase
nunca é o primeiro amor.
Dr? haha! Gostei!
Também queeero consulta,ow!
Tem vaga? :**

Dayane disse...

O primeiro amor é o mais sofrido,mas o mais doce.

Kamilla Barcelos disse...

Bill, tem se férias em julho sim. Hj é o meu primeiro dia de férias! =)
Gostei, nem sempe o primeiro amor é o primeiro namorado. Eu até agradeço por isso, pq hj me recordo dos meus primeiros amores e nem entendo pq eu gostei deles...

Cadinho RoCo disse...

São das mais simples referências que encontramos sentido para nossas mais complicadas investidas.
Cadinho RoCo

Sueli disse...

Nem o primeiro namorado, nem o esposo, nem a cara metade e, muito dificilmente será o maior amor da vida da gente. Apenas, inesquecível ... né, não?

Sonia Regly disse...

OI!!! Têm post novo lá no Blog.Te aguardo por lá.Gosto muito dos seus comentários e sinto falta de suas visitinhas.Beijinhos.

Teresa disse...

o primeiro amor quaaaase nunca vira o primeiro namorado nehh

=8

Bruna *Lovegood* disse...

Oi! =)
Que lindo! Eu vira e mexe me identifico e me apaixono por postagens de blogueiros, às vezes é mais fácil se apaixonar pelas palavras do que pelas pessoas.
Mas chega uma hora que vc quer alguém ali, do seu lado.
Não tenho sorte nenhuma no amor, mas com certeza não me iludo com garotos a ponto de pensar que o 1º namorado é o grande amor da minha vida! =)

bjos. =*

Dominique disse...

É, o primeiro amor é inesquecível, mas, às vezes, ele demora um pouco para esbarrar em nós em alguma esquina.

Abração pra ti, Bill! Boa semana!

Bjooooooooooooos

Bill Stein Husenbar disse...

O 1º amor não se esquece

Interessante...

http://desabafos-solitarios.blogspot.com/